Hino do Blog - Clique para ouvir

Hino do Blog : " ...e todas as vozes da minha cabeça, agora ... juntas. Não pára não - até o chão - elas estão descontroladas..."
Clique para ouvir

Saturday, January 12, 2013

Filme - Copacabana Palace

Copacabana Palace - Poster

 “Copacabana Palace”, uma produção Franco/Italiana/Brasileira, de 1962, dirigida por Stefano Vanzina, que  já teria  caído da vala do esquecimento cinematográfico não fosse pela magnífica trilha sonora de bossa nova (o estilo estava no  auge), a esplêndida fotografia  colorida e o enredo “original” que retrata o Brasil de um modo, digamos, bizarro-antropológico.

No longa,  nosso país  é vendido como um lugar ingênuo, alegre, tropical, sensual e macumbeiro.

Um lugar primitivo para o qual as pessoas viajam para cair na farra,  curtir e gozar, dentro da idéia de que , como bem disse do teólogo e historiador holandês Caspar Barlaeus : "ultra aequinotialem non
peccavi" (não existe pecado abaixo do Equador).  Ou seja,  aqui debaixo o que rola é  só devassidão e hedonismo.


Neste sentido  Copacabana Palace acompanha - no estilo do enredo onde várias narrativas  ocorrem  em paralelo -   as peripécias de vários estrangeiros que querem se dar bem em pleno carnaval carioca, tendo como pano de fundo a hospedagem de todos no célebre hotel da Avenida Atlântica.

O filme é primor de ruindade,para dizer o mínimo. Roteiro ridículo, interpretações tacanhas, falta de timing / ritmo,  e humor inexistente são oferecidos a cada  minuto.  

Trilha Sonora - Copacana Palace
O que acaba salvando “Copabana..”  da ruína completa são as passagens musicais, a bela fotografia e as situações bizarras (algumas tentando fazer humor e outras não)  que aparecem aqui e ali.

Com o elenco mainstream composto quase que exclusivamente por estrangeiros, temos a oportunidade de ver nesta “comédia” atores nacionais ainda  jovens  (Tonia Carrero e Paulo Gracindo.), em papéis menores e irrelevantes (exceto pela personagem da Doris Monteiro que ganha um certo
destaque).

Também constam na nominata do elenco os nomes do John Herbert e do CylFarney, mas não consegui identificá-los em cena.

Fica o desafio para quem tiver saco para tanto.

As três histórias apresentadas são :

=========================

HISTÓRIA 1 : LADRÕES INTERNACIONAIS  PLANEJAM SURRUPIAR  CONTEÚDOS DOS COFRES DO HOTEL COPACABANA PALACE.

Teodoro van Der Werf  (Francis de Wolf). é um milionário quebrado que planeja, juntamente com seu parceiro Raymond Broussarc (Raymond Bussières), roubar as jóias guardadas nos cofres do Copacabana Palace.

Para isto, após aterrisarem por aqui,  eles buscam numa favela,  a ajuda do Ugo (Walter Chiari), um ex companheiro de falcatruas que eles haviam abandonado no RJ em uma situação difícil, há um
ano. 

Neste meio tempo longe dos salafrários,  Ugo  casou-se com a brasileira Maria  (Doris Monteiro, belíssima e boa atriz), arranjou  um emprego de garçom numa espelunca e, se achando esperto,  agora tentava fazer seu papagaio repetir o slogan “Casa da Banha sempre melhor”,   para ganhar o prêmio de 500 mil cruzeiros oferecido por um programa de rádio (comandado pelo Paulo Gracindo) 

Ressabiado com os “amigos”, Ugo. recusa a “trabalho”. Porém os falcatruas  dão um jeito de convencer a bela  Maria. de que têm uma proposta de um bom negócio para o seu marido, e assim, através dela, pressioná-lo a participar do “empreendimento”.

Mas o mais absurdo de tudo é que a Maria (confirmando o exótico do local) decide que quem deve dar a palavra final sobre o assunto é o Pai de Santo  da  MACUMBA.

Sim, e  além de explicar didaticamente aos estrangeiros o que seria a tal macumba, a bela nativa arrasta todos para um terreiro para verem de perto como funciona  a magia tropical brasileira.

A cena é “algo”, com direito a dança, fumacê, incorporação, mensagem e tudo o mais.

Fico só pensando o que aqueles que assistiram a este filme na época pensaram sobre os ritos brasileiro. Que tipo de religião os tupiniquins primitivos praticam - , só faltou o vudu e sacrifício humano -.

Algumas cenas abaixo :

CENA : MARIA EXPLICA O QUE É A MACUMBA

Ugo  explica a sua esposa  Maria os motivos para não aceitar a “proposta” dos amigos. Ela então propõe deixar a decisão para o Pai de Santo da Macumba.


CENA : RITUAL DA MACUMBA

Todos estão no terreiro. O povo canta, dança, fuma e incorpora (tem uma criatura que parece uma boa duma trava). De repente Oxossi “baixa” no Ugo e manda sua mensagem.


CENA : PROGRAMA DE RADIO COM PAULO GRACINDO
Paulo aparece como o locutor que anima o concurso do papagaio que deve enunciar  o slogan.




CENA : TONIA CARRERO COMO MILIONARIA

Os escroques já estão no Copacabana Palace e Tonia aparece para buscar um isqueiro cravejado de diamantes.  O que eles querem e passar a mão no conteúdo do cofre que ela alugou no hotel. Só que tudo dá errado e eles acabam no zero e saindo do Brasil como clandestinos num navio.




=======================

HISTORIA 2)

AEROMOÇA GOSTOSA E EM CHAMAS QUER DAR PRO TOM JOBIM.

Silvia Koscina faz a sensual aeromoça Ines. que  vem ao Brasil atrás do músico Tom Jobim, um passageiro brasileiro que ela havia auxiliado numa emergência de saúde num vôo em Portugal.  

A  devassa chega aqui com mais duas colegas - Laura Brown & Gloria Paul,  - (os penteados / perucas de todas elas – mesmo na praia- são um arraso) , e, bem Messalina, faz toda uma linha “eu já dei pra ele”, deixando as amigas com inveja e com água na boca.

Depois tudo se revela um engodo, pois a linda não tinha dado pro mestre e nem sabia que ele era casado, e, pior ainda : fiel !

E mesmo os demais amigos do Tom (os inacreditáveis atores João Gilberto e Luiz Bonfá ) que na cabeça desmiolada e dura de laquê da Ines  seriam os parceiros ideais  para as outras duas ,
também são casados e indisponíveis (fala sério).

O que acontece é que as bonitas acabam se envolvendo é com as famílias dos guapos, com direito a participarem da intimidade do saudável lar tupiniquim

Numa cena bem doméstica  vemos os  devotos esposos, com suas pudicas esposas e proles, mais as aeromoças,  amontoados defronte a uma televisão assistindo o populacho brincar o carnaval, demonstrando que tudo acabou “em família”.

Depois, para não ficarem no seco absoluto, recebem um convite do Jorginho Guinle para brincarem num baile chique. E no final as boas voltam  para a Itália, chateadas e meio frustradas por não terem realizado completamente seu desejo de pecar.

Algumas cenas abaixo

CENA : CONVITE AO TOM

A gostosa Ines da Silva liga para o Tom dizendo que chegou ao Brasil e marca um encontro com ele, além de arrumar outros machos locais (Luiz Bonfa e  Joâo Gilberto) para as amigas sedentas. 

Notem os  penteados de beira de piscina. No final Ines diz “vamos nos arrumar !”-  e olha que elas receberam um convite para irem para a praia ! O que será que ta faltando na produção das lindas ?



CENA :  AS BOAS ESTRANGEIRAS E OS GARANHÕES BRASILEIROS NA BEIRA DA PRAIA

Música : Canção do Mar (Luiz Bonfá / Maria Helena Toledo)

Cantam : Luiz Bonfa, João Gilberto e Antonio Carlos Jobim

As bonitas ainda não sabem que os gajos são casados (e bizarramente fiéis),  e se deleitam no prazer do momento idílico sob o sol com olhares  sonhadores. Mas elas não perdem por esperar.



CENA : TOM REVELA SER CASADO E INES CAI NUMA ARMADILHA DOMÉSTICA

O interessante aqui é ver Tom interpretando. Muito legal.


CENA : AEROMOÇAS ESTRANGEIRAS E FAMÍLIAS BRASILEIRAS ASSISTEM O CARNAVAL PELA TELEVISÃO.

O curioso é que a esposa do Tom (Anita)  diz que no Rio o carnaval é bonito apenas pela televisão  

Mas uma das aeromoças (Lucia) contrapõe afirmando que nos bailes fechados todos se divertem.

Questão : de onde elas tiraram estas afirmações ?

De qualquer forma é interessante acompanhar o tipo de folia – e o entusiasmo - da baixa e da  alta sociedade morena.


CENA : INES E AMIGAS RECEBEM UM CONVITE PARA UM BAILE PROMOVIDO POR JORGINHO GUINLE

Ines recebe convite – com direito a escolha de fantasia - para um baile promovido por “Jorginho”(que só pode ser o Guinle). Na sequencia uma das aeromoças informa que o tal  Jorginho é filho de um
dos homens mais ricos do Brasil.

Jorginho foi um dos grandes promotores do carnaval brasileiro. Se hoje as celebridades vêm para cá para curtir a festa, deve-se muito ao que ele fez desde a década de 50, quando começou  a trazer gente famosa para conhecer e curtir nossa Folia de Momo,  e assim divulgá-la lá fora.



CENA : “BAILE” DE  CARNAVAL  DA CLASSE CHIQUE:

Música : Só Danço Samba (Antonio Carlos Jobim / Vinicius de Moraes)

Canta : João Gilberto e Os Cariocas
A música é ótima, mas nada a ver com a proposta do clima de uma festa de carnaval. Uma das aeromoças “dança” a “bossa-nova-carnaval” no estilo twist.


=============================

HISTORIA 3 )

PRINCÍPE GAY QUER DAR FLAGRANTE DE ADULTÉRIO NA ESPOSA INDÓCIL.

Aqui temos  a saga do príncipe Buby von Raunacher (Claude Rich), que depois revela-se gay e que persegue a  esposa Zina von Raunacher  (Mylène Demongeot ) ao redor do mundo a fim de flagrá-la em flagrante de adultério .

Para isto ele conta com a ajuda de Da Fonseca (Paolo Ferrari), seu advogado, que nutre uma tesão pela bela do patrão.

A pecadora viaja acompanhada do bonitão Nicky  Gutierrez (Ruggero Baldi)  que obviamente o princípe julga ser o amante da bonita.  Só que o guapo  não “faz” a bonita, o que a deixa em brasa o tempo inteiro (ele tem sempre uma desculpa para cair fora ou eles são interrompidos por algum evento).

Numa cena muito bizarra a gostosa está num barco onde a tripulação é composta exclusivamente por negrões deusos tupiniquins. Ao ver tanta gostosura em ébano por perto (e ainda por cima eles cantam !), a Zina  fica siderada, porém o Nicky  não faz nada para apagar seu fogo.

Neste meio tempo, o  príncipe Bubyacaba se envolvendo – de forma não explícita, é claro, pois estamos em 1962-  com um camareiro do Copacabana Palace(um nativo moreno que entra mudo e sai calado da película).

E este mesmo  trabalhador terceiro mundista  acaba se envolvendo também com o belo Nicky.

Sim, o suposto amante da deusa  também é gay (sabemos isto ao final do filme) e,  num momento de confissão, revela que estava perto da gostosa apenas pra ver se conseguia “se curar” do seu desvio.

A Deusa, arrasada e não comida, acaba se jogando  nos braços do Da Fonseca e assim consegue satisfazer seus instintos impuros.

As bibas (o príncipe e o amante) partem juntas do Brasil.

Algumas cenas abaixo -

CENA : GOSTOSA ROLA NA CAMA SOZINHA

A bela Zina  rola indócil, deusa e ansiosa na maciez dos lençóis, mas seu amante prefere nadar na piscina de que “estar” com ela.  Mal a linda sabe que ele é uma biba enrustida.


CENA : NEGÕES DEUSOS ENLOUQUECEM A LOIRA

Musica : Sambolero (Luiz Bonfá / Maria Helena Toledo) -

Canta : Luiz Bonfá

Esta cena é fantástica. A Deusa e seu “amante” estão num veleiro onde a tripulação é composta apenas por negões deuses que cantam uma espécie de canto da sereia tropical. A loura fica louca e chama o Nicky para“algo”.  Só que ele mais uma vez dá um jeito deescapar da devassa.


CENA  : PRINCIPE BIBA DÁ UMA GERAL NA ÁREA COM BINÓCULOS

A cena inicia com o  príncipe Buby vendo seu amante brasileiro ser beijado no rosto por uma colega de trabalho, que ele, indignado, chama de “Piranha”.  Mas o rapaz acaba lhe mandando um tchauzinho, o que o  acalma.

Depois ele volta o binóculo para a praia, algumas garotas lindas e faz cara de nojo.

Mas quando foca em alguns rapazes sarados puxando ferro e exibindo os músculos, fica encantado.

A sequência termina com o Raymond Bussières exibindo seu corpão sob o sol, o que deixa a biba passada de horror.


CENA  : FLAGRANTE DE ADULTÉRIO FRUSTRADO.

O príncipe, mais o advogado Da Fonseca, juntamente com a polícia, arrombam a suíte onde, supostamente, pegariam a Zina e o Nicky em pleno ato. Só que, para decepção de todos, o que encontram é o suposto amante bebendo champanhe com o camareiro (traduzido como “garçom”)  do hotel (o mesmo que tem  um rolo com Buby).  O príncipe obviamente logo saca qual é o lance que tá rolando. 

Da Fonseca então acessa o apartamento ao lado e desperta a  linda princesa do seu sono.  Ela fica assustada, mas ele se encarrega de esclarecer todo o bafão.

A polícia cai fora para tratar do roubo do cofre do hotel (link com o núcleo dos escroques) e deixa o povo na mão, sem resolver nada.

O príncipe então (completamente “louca”)  parte para cima do Nicky e  questiona seus atos (afinal, aparentemente até então,  ele estava de caso com sua esposa e agora descaradamente se revelava um igual).

Nicky  explica seus motivos, Zina escuta e fica bege, Da Fonseca aproveita o momento para agarrá-la e ela (provando ser uma mulher fácil) cede.
No final as bibas partem juntas do Brasil e, aparentemente, Zina fica com Da Fonseca.




===========================

OUTRAS CENAS :
CRÉDITOS INICIAIS 

Música : Samba do Avião (Antonio Carlos Jobim)

Canta : Jula de Palma e os 4 x 4 de Nora Olandi


 FIM DE FESTA :

Musica  : Tristeza (Luiz Bonfá / Maria Helena Toledo)

Canta : Norma Bengell

Bela passagem que ilustra o amanhecer do dia seguinte a uma festa. Vemos o povo ainda brincando na beira do mar e outros voltando para casa.



PANORAMICA DA PRAIA DE COPACABANA

Aqui vemos o povo e  barco disputando espaço na areia, algo inimaginável hoje.



DESFILE DE ESCOLAS E BLOCOS NA RUA

Muito interessante ver como o povo brincava o carnaval na época.



FINAL          

Música : Samba do Avião (Antonio Carlos Jobim)

Ugo encontra os escroques Teodoro van Der Werf  e Raymond Broussarc  também como clandestinos no navio que o levaria para fora do Brasil. Assustado com tanto azar, prefere então atirar-se ao mar e voltar a nado para a Cidade Maravilhosa, do que ficar com os “amigos”.

Fim desta obra prima do absurdo.



===============================
FOTOS  (RETIRADAS DO SITE DO TOM) :

Abaixo na foto, Antonio Carlos Jobim ao lado de Luiz Bonfá, de perfil, junto a atriz Sylvia Koscina entre os membros da equipe de filmagem de "Copacabana Palace". Abaixo, João Gilberto, ao violão, com o diretor Stefano Vanzina e as atrizes Laura Brown e Gloria Paul, respectivamente.





LuizBonfá, Laura Brown, Gloria Paul, João Gilberto, Antonio Carlos Jobim e Sylvia
Koscina, durante as filmagens de "Copacabana Palace".



1 comment:

Bre said...

Sensacional, haha